Está em dúvida sobre o que é gravidez ectópica? Esse é um tipo de situação rara, que acontece apenas em 2% das gestações.

Contudo, se informar sobre ela é importante, até mesmo para evitar complicações na mulher. Existem alguns tratamentos que podem ser feitos para evitar consequências graves, que possa comprometer permanentemente a capacidade da mulher de ter filhos. Confira mais informações abaixo!

Mas afinal, gravidez ectópica o que é?

Mas afinal de contas, o que é gravidez ectópica? Essa é uma situação rara onde o óvulo fertilizado acaba indo para algum lugar fora do útero, geralmente em uma das trompas de falópio.

Como todas as regiões fora do útero não estão preparadas para receber o feto, obrigatoriamente a gravidez ectópica precisa ser interrompida. O óvulo fertilizado não irá sobreviver fora do útero, e além disso, as estruturas da mulher podem ser prejudicadas.

O não tratamento desse tipo de caso pode prejudicar a fertilidade da mulher, e até mesmo gerar hemorragias fatais. Por conta disso que o tratamento é tão importante.

Sintomas da gravidez ectópica

Agora que você sabe o que é gravidez ectópica, veja abaixo alguns dos sintomas típicos desse tipo de caso:

  • Fadiga;
  • Seios sensíveis e inchados;
  • Aumento da micção;
  • Dores pélvicas ou abdominais;
  • Hemorragia vaginal;
  • Dores no ombro ocasionadas por hemorragia no diafragma;
  • Tonturas;
  • Vertigens;

Causas da gravidez ectópica

A gravidez ectópica pode ser desencadeada por uma série de fatores. Entre os mais comuns estão:

  • Problemas de fertilidade;
  • Gravidez em idade avançada (35 anos ou mais);
  • Abortos espontâneos;
  • Histórico de endometriose;
  • Tabagismo;
  • História de DSTs;
  • Uso inadequado do DIU;

Além dos fatores acima, mulheres que já tiveram esse tipo de gravidez possuem uma tendência maior de desenvolver outra. Por conta disso que o acompanhamento médico é ainda mais importante nesses casos.

Como a gravidez ectópica é tratada?

Uma vez que a gravidez ectópica é identificada, é essencial que ela seja tratada o quanto antes para evitar complicações, como hemorragias e até mesmo infertilidade. Existem várias opções de tratamento para esse tipo de situação, sendo um dos mais comuns a indicação de medicamentos que ajudem o corpo a absorver o tecido da gravidez.

Dependendo do quadro, também pode ser feita uma laparoscopia, que é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo. Nele, o cirurgião fará a remoção do tecido que cresceu por conta da gravidez ectópica. Além disso, também será realizada a reparação da trompa de falópio afetada. Em casos mais graves, ela terá que ser removida.

Por conta disso, inclusive, que quanto antes o caso for tratado, melhor.

Em alguns casos, como, por exemplo, quando há o rompimento da trompa, esse procedimento precisa ser realizado de maneira emergencial.

Saber o que é gravidez ectópica e os tratamentos para evitar que essa situação comprometa a capacidade da mulher de ter filhos é o primeiro passo para amenizar a sensação de descoberta desse tipo de quadro. Tenha em mente que essa é uma situação rara e que se tratada corretamente, não irá acabar com o seu sonho de ser mãe.

casal sorodiscordanteazia na gravidez