Muitas gestantes já sentiram que a memória na gravidez foi afetada. Entre as principais queixas, está a dificuldade de lembrar coisas simples, e até mesmo de conhecimentos que elas têm certeza de que aprenderam.

E apesar de muita gente acreditar que o esquecimento na gestação ser uma “crendice popular”, na verdade esse é um fenômeno que a ciência já mostrou ser real!

Por isso, nesse post vamos mostrar porque que isso acontece e como o emocional pode afetar completamente a memória na gravidez. Continue lendo esse post e confira abaixo!

Por que ocorre a perda de memória na gravidez?

A perda de memória na gravidez ocorre porque durante esse período o cérebro da gestante sofre grandes alterações. Segundo um estudo publicado na Nature Neuroscience, pela Universitat Autonoma de Barcelona que analisou 25 mulheres gestantes e 20 que nunca engravidaram houve uma redução significativa de massa cinzenta nos cérebros das gestantes.

A região afetada foi justamente a responsável pelas interações sociais. O que os pesquisadores concluíram foi que que o cérebro das gestantes se modificou para intensificar o foco em relação ao bebê. Assim, as mães conseguiriam identificar com mais facilidade as ameaças em potencial contra seus filhos, bem como suas necessidades.

Além disso, durante esse período o nível de progesterona aumenta muito na mulher. E esse aumento repentino também leva a alterações cerebrais. Uma especialista do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de São Paulo (FMUSP), apontou, ainda, que é comum que esse hormônio acabe desencadeado um edema cerebral relativo, que é uma espécie de inchaço no cérebro.

Isso acaba afetando a capacidade cognitiva de forma temporária. Mas é importante deixar claro que não são apenas questões biológicas que afetam a memória na gravidez.

Como o emocional afeta a memória da gestante

Não são apenas as questões biológicas que afetam a memória na gravidez. A ansiedade, por exemplo, interfere diretamente nesse aspecto.

Todas as mudanças na rotina, bem como as corporais e emocionais acabam tirando o foco de muitas coisas do dia a dia. E por isso que é comum esquecer de coisas simples como comprar algo que está faltando, o número do telefone de casa, um compromisso entre outras.

Além disso, também é preciso levar em conta todas as interferências típicas da gravidez. Durante esse período é comum que a gestante tenha que ir várias vezes ao banheiro e não consiga dormir direito, isso sem falar no aumento de peso. Tudo isso contribui para a criação de um quadro de cansaço que afeta a memória na gravidez.

Outro fator importante é a questão da demanda nutricional durante esse período. O corpo da mulher começa a exigir mais vitaminas, nutrientes e sais minerais. E nem sempre apenas a alimentação consegue suprir essas necessidades. Logo, é comum que as gestantes sofram de deficiente vitamínica, o que também afeta diretamente as funções cognitivas.

Por isso, inclusive, que é importante manter um acompanhamento em toda a gestação. O obstetra poderá indicar suplementos para suprir essas necessidades.

Agora que você sabe como a memória na gravidez é afetada, não se sinta culpada se por acaso esquecer de algum compromisso importante. Inclusive, comece a fazer listinhas para te ajudar nesse momento!

Sexo na gravidezcasal sorodiscordante