A hipoglicemia na gestação é uma condição que precisa ser acompanhada com muito cuidado e atenção. Isso porque, ela pode afetar diretamente a saúde da mulher, como o desenvolvimento do feto.

Esse distúrbio é caracterizado pelo baixo nível de açúcar no sangue durante a gravidez. E geralmente, ele ocorre por conta de diabetes.

E para te ajudar a entender melhor esse problema, nós separamos as principais informações sobre hipoglicemia na gestação. Confira!

Porque a hipoglicemia na gestação pode ser prejudicial?

Assim como os níveis elevados de açúcar podem ser prejudiciais, a falta dele também pode causar danos a saúde. Isso porque, é justamente a glicose que serve como principal fonte de energia do corpo.

Logo, várias funções acabam sendo afetadas, incluindo a de desenvolvimento do feto. Como o corpo precisa de energia para ajudar no crescimento do bebê, é possível que ele venha a desenvolver uma série de problemas, tais como:

  • Lesões cerebrais irreversíveis;
  • Dificuldade de desenvolvimento e aprendizado durante a infância;
  • Coma;
  • Óbito.

A mãe também pode vir a ter uma série de consequências por conta dos baixos níveis de açúcar. Desde a falta de energia para desempenhar atividades simples do dia a dia, até mesmo o óbito.

Quais as causas e fatores de risco da hipoglicemia na gestação?

O desenvolvimento de hipoglicemia na gestação pode acontecer por conta de uma série de fatores de risco. O mais comum é a diabetes.

Muitas mulheres acabam desenvolvendo diabetes gestacional, por conta das mudanças hormonais que acontecem no corpo, para que ele possa comportar o bebê. De maneira geral, é mais comum o desenvolvimento da hiperglicemia, ou seja, quando os níveis de açúcar se elevam, mas também podem ocorrer casos de hiperglicemia.

Além disso, a hipoglicemia na gestação também pode acabar surgindo por conta de maus hábitos da gestante. Por exemplo, uma alimentação de má qualidade pode desencadear esse e uma série de outros distúrbios.

Durante a gravidez, o corpo da mulher aumenta drasticamente suas demandas energéticas e nutricionais. Afinal de contas, além de ter que suprir as necessidades da gestante, ele também precisa estimular o desenvolvimento do feto.

Logo, se a mãe não possui uma alimentação saudável, pode acabar tendo problemas de hiperglicemia, ou até mesmos outros, como anemia. Por conta disso que é muito comum que os médicos receitam uma série de suplementos para as gestantes, e também mudem a alimentação.

Dessa maneira, é possível garantir que mãe e bebê recebam todos os nutrientes necessários, e evita-se o desenvolvimento de uma série de doenças típicas da gestação.

Principais sintomas

A hipoglicemia na gravidez pode gerar uma série de sintomas. Entre os principais estão:

  • Falta de energia até mesmo para atividades do dia a dia;
  • Lentidão de movimentos;
  • Tonturas e desmaios;
  • Dificuldade de pensar antes de agir ou de ter raciocínio rápido;
  • Dificuldade de efetuar tarefas simples do dia a dia, como dirigir.

Se você está sentindo sintomas de hipoglicemia na gestação, não deixe de falar com o seu obstetra. Ele poderá fazer todos os exames necessários para verificar os níveis de açúcar do seu sangue, e assim indicar o tratamento mais adequado.

suplementação durante gravidezdepressão pós-parto