Durante a gestação e a amamentação muitas mães ficam na dúvida sobre alguns hábitos a atividades que podem ou não prejudicar a saúde do bebê. Entre elas, uma das mais comuns é sobre o uso de química nos cabelos durante a gravidez.

Nesse período, é comum que o cabelo da mulher fique sedoso, cresça rapidamente e se torne mais forte. Isso acontece devido ao aumento na produção hormonal que normalmente ocorre durante a gestação.

Contudo, logo após o parto, tudo isso costuma ir embora gradativamente. As madeixas ficam quebradiças, sem vida e até sem forma, porque toda a carga de hormônio que elas tinham cai repentinamente.

Por conta dessa montanha russa capilar, muitas mulheres ficam na dúvida sobre o que pode e o que não pode na gestação e amamentação. Por isso, nesse post, separamos alguns dos procedimentos químicos que mais geram questionamentos durante essa fase, para que você possa esclarecer todas as suas dúvidas sobre o assunto.

Confira!

Gestação e Amamentação: Esclareça suas dúvidas sobre o uso de químicas no cabelo

Posso pintar o cabelo durante a gestação e amamentação?

Sim, você pode pintar o cabelo tanto na gestação quanto na amamentação, desde que você use produtos específicos. A tintura precisa ser livre de amônia e metais pesados, como o chumbo.

Os tonalizantes são uma excelente alternativa. O ideal é fazer esse tipo de problema após o primeiro trimestre de gestação, ou algumas semanas após o parto. Contudo, lembre sempre de consultar o seu médico antes.

Progressivas são permitidas durante a gestação e amamentação?

O ideal é evitar. Isso porque a grande maioria das progressivas utiliza formol, mesmo em pouca quantidade, e essa substância é extremamente nociva, sendo inclusive cancerígena.

É melhor alisar as madeixas com métodos que não envolvam esse tipo de química pesada. A escova e a chapinha são excelentes alternativas, além dos banhos de verniz.

Tratamento anti-queda depois do pós-parto

O pós-parto e a amamentação tendem a ser momentos delicados para as mulheres. Por conta da queda hormonal o corpo está mais frágil, por isso que a queda de cabelos ocorre.

É possível fazer sim tratamentos anti-queda, como a suplementação. Contudo, é importantíssimo falar com o seu médio antes.

Ele irá avaliar que tipos de nutrientes você pode ingerir. Geralmente, os especialistas tendem a indicar suplementos de ferro, mesmo que a mamãe não vá fazer tratamentos químicos.

Isso porque essa substância é fundamental para ajudar no crescimento do bebê e evitar a anemia na mãe.

Descolorações, luzes e outros procedimentos do gênero

Sim, é possível descolorir o cabelo e fazer luzes tanto na gestação quanto na amamentação. No entanto, é necessário tomar certos cuidados.

O mais indicado, no caso das gestantes, é fazer esse tipo de procedimento apenas após o primeiro trimestre. E para as mamães em geral o principal cuidado é em relação a distância de aplicação dos produtos.

Eles não devem ser aplicados diretamente no couro cabeludo. Deve-se começar a aplicação a pelo menos três dedos de distância dele.

Assim, você evita que o couro cabeludo absorva as substâncias dos produtos, e que elas entrem no seu organismo. Dessa forma mamãe e bebê não terão qualquer tipo de problema.

Na dúvida sobre qualquer procedimento químico na gestação e amamentação, fale com o seu obstetra. Ele te dará todas as orientações necessárias.

Ficou com alguma dúvida? Aproveite para deixa-la nos comentários.

Fertilização In Vitrogravidez aos 40